Jacto

“Minha propriedade é simples, nem tudo é o ideal, mas temos nosso jeito de fazer as coisas e funciona”. Com este pensamento o produtor Bettanin participou de forma bastante dinâmica do Interleite Sul 2017, evento de referência Nacional para a “Cadeia do Leite”, onde foram trazidos produtores de vários municípios dos estados do Sul. Bettanin participou do painel de qualidade do leite, o qual destacou bons exemplos de propriedades que trabalham conseguindo entregar um leite com baixas contagens de CCS (Contagem de Células Somáticas) e CBT (Contagem Bacteriana Total).    \

Sua produção atual é mantida por aproximadamente 25 vacas em lactação, sendo em sistema de semi-confinamento, onde existe um foco muito importante no manejo de pastagens, visando o máximo desempenho de pastoreio pelos animais. A suplementação com silagem de milho durante o ano todo também se faz indispensável na propriedade, o que traz segurança à dieta dos animais. A alimentação do rebanho possui ainda suplementação de ração comercial de excelente qualidade bem como uma boa mineralização. O somatório entre bom manejo do rebanho e instalações, bem como uma alimentação bem ajustada são as bases do sucesso da propriedade que vem produzindo a alguns meses, seu leite com CBT abaixo de 10.000 ufc/ml.     

No passado, a propriedade registrava uma realidade bastante diferente, onde chegou-se ao extremo de uma CBT de mais de 10.000.000 ufc/ml (mais de dez milhões) por volta do ano de 2010. Com os apelos por melhoria em qualidade, a propriedade veio se adaptando e adequando seu manejo no objetivo de se produzir um alimento o mais seguro possível, sendo que hoje, é exemplo para muitos produtores que por diversos motivos, ainda não possuem qualidade mínima no produto de suas fazendas leiteiras.

Bettanin relata que em sua propriedade, houveram alguns pontos específicos que foram decisivos para que houvesse redução em sua CBT, os quais são totalmente ligados à higienização dos equipamentos de ordenha, sendo que o uso de cloração na água e também de um sistema de aquecimento solar da mesma garantem boa parte do seu sucesso de qualidade de leite. O uso de bons detergentes para limpeza dos equipamentos também foi fator determinante para seus resultados. Durante a higienização com detergente neutro e ácido, tem-se um cuidado especial com a temperatura da água clorada, bem como com a correta diluição dos detergentes. Tudo deve ser feito com cuidado, visto que erros neste manejo de higienização podem ser a causa de resultados assustadores em se tratando de qualidade de leite.

A propriedade como a maioria delas, possui desafios como a presença de pedras e formação de barro, falta de local confortável para descanso dos animais durante horários quentes de verão e ou dias chuvosos de inverno. Apesar de tudo, tem-se trabalhado com ótimo desempenho, produzindo mais de 15.000 litros por hectare/ano, o que mostra bastante eficiência no uso de seus recursos alimentares resultando em bons volumes de produção além de uma qualidade invejável.

Artigo publicado na edição de Junho/17

                   
Rodrigo Görgen Chaves 
Med.Vet. Me. /Tecg. Agroind.
Coasul Cooperativa Agroindustrial


Este conteúdo é de uso exclusivo, não sendo permitida sua cópia e/ou réplica sem a prévia autorização do mesmo.




Deixe seu comentário

Safeeds

Facebook

Matsuda
Biotrigo
Oro Agri
Bonetti Agronutri
Dispec
Cresol
Rehagro
Vencofarma
Agral