Versão Online

Como qualquer empresa, a propriedade rural deve ser gerida de forma inteligente identificando mensalmente o saldo do negócio leite, seja ele positivo ou negativo. Somente identificando os problemas é que conseguiremos alcançar as devidas correções para estes, sendo que quanto melhor for a gestão, maiores serão as chances de sucesso na atividade, independente do ramo a ser trabalhado. Na gerência da atividade leiteira, temos a participação de uma enorme quantidade de variáveis entre custos fixos, custos variáveis, depreciações, entre outros; sendo que muitas vezes o produtor possui dificuldade ou “pouca afinidade” com a gestão de seus números. Para aqueles produtores que possuem um controle menos preciso de sua eficiência técnica/econômica, trago alguns indicativos de fácil compreensão e aplicação que estão sendo indicados por pesquisadores e consultores técnicos de campo para um rápido diagnóstico da empresa rural.    

O primeiro indicador econômico tem relação com a “Produtividade da Terra”, ou seja, quantos litros de leite estão sendo produzidos por hectare no decorrer de um ano de trabalho na propriedade. Para se chegar a este valor, basta o produtor dividir todo seu volume de leite produzido no ano, pelo número de hectares totais ocupadas pela atividade leiteira (lavouras, estradas, áreas de APP, piquetes). A produtividade da terra está totalmente dependente da correta taxa de lotação animal do sistema (vacas/hectare) bem como da produtividade diária por vaca (litros/vaca/dia). Valores de produtividade acima de 15.000 litros por hectare ano são indicativos de uma boa eficiência de trabalho.     

Como segundo indicador econômico podemos dar foco no “Equilíbrio da Estrutura do Rebanho”, valor este calculado dividindo-se o número médio de vacas em lactação mantidas durante um ano, pelo total de animais que formam o rebanho da propriedade (terneiras, novilhas, vacas secas, vacas lactantes), multiplicando este resultado por 100. O ideal é que tenhamos entre 45% a 55% de amimais em produção, ao contrário, teremos um alto custo com alimentação de animais que ainda não estão produtivos, podendo sobrecarregar as despesas da propriedade. O produtor precisa de boas vacas em lactação, tendo uma boa recria para reposição; com um bom manejo reprodutivo, a propriedade terá em média cerca de 17% de vacas secas no rebanho.

Na sequência, temos o indicador de “Capital Empatado na Atividade” para a produção de 1 litro de leite. Para obtenção deste indicador, divide-se o valor (R$) médio imobilizado para a atividade leiteira, pela produção média diária da propriedade. O capital imobilizado é composto dos valores da área de terra, instalações, máquinas, enfim, tudo o que for empregado na produção do leite. Para este indicador, nesta divisão, o valor médio esperado conforme estudos atuais, gira em torno de R$ 850,00 para cada litro de leite. O objetivo é depender de pouco capital imobilizado na produção, ou seja, aproveitar ao máximo a área de terra e os investimentos, “produzindo mais, com menos”.

Talvez um dos indicadores mais interessantes de se mensurar está relacionado à “Taxa de Retorno sobre o Capital empatado na atividade”, este indicador permite observar a atratividade do negócio em questão, possibilitando inclusive a sua comparação com outras atividades econômicas. Para cálculo deste fator, precisamos dividir a Margem Líquida total anual da atividade pelo Capital médio empatado no sistema, multiplicando o resultado por 100. Quando considerarmos o valor da terra, na soma do capital imobilizado, busca-se pelo menos 10% de taxa de retorno anual. Caso este resultado esteja muito abaixo de 10%, precisamos apurar o que se deve ser melhorado, identificando problemas, e agilizando as tomadas de decisão, seja para aumento ou redução de investimentos.

Artigo publicado na edição de Dezembro/16

Rodrigo Görgen Chaves 
Med.Vet. Me. /Tecg. Agroind.
Coasul Cooperativa Agroindustrial
Rua General Osório, 920 São João PR 85570-00046 - 3533-8100 / 46 9129-7499


Este conteúdo é de uso exclusivo, não sendo permitida sua cópia e/ou réplica sem a prévia autorização do mesmo.




Deixe seu comentário

Facebook

Oro Agri