Jacto

Uma grande parcela de produtores rurais no país, mas especificamente no Paraná, é composta por pequenos e médios produtores rurais que buscam a diversificação de atividades para maximizar os lucros. Famílias atuam juntas em para desenvolver o trabalho no campo e conseguir melhor qualidade de vida.

Atividades como agricultura e pecuária de leite são complementares, pois o que se planta na lavoura pode ser utilizado para nutrição dos animais. Ações como diversificação, uso da tecnologia, manejo integrado e parcerias firmadas fazem toda a diferença. Montar um planejamento, ter e seguir a assistência técnica e contar com uma empresa parceira, como as cooperativas, são os principais fatores que contribuem para uma gestão assertiva e otimização da propriedade. Somente porque o espaço é pequeno, não significa que ele não possa ser produtivo.

OURO VERDE DO OESTE 
Um bom exemplo de produção e otimização da propriedade rural vem da Linha Santa Maria, em Ouro Verde do Oeste (PR). O cooperado Alexandre Felipe Kotz e sua família desenvolvem agricultura que supre a nutrição do plantel da pecuária leiteira.
“Nossa propriedade tem cinco alqueires que são utilizados para agricultura, sendo duas safras de milho e uma de aveia por ano, toda voltada para a nutrição do gado leiteiro”, explicou o cooperado que complementou, “temos um plantel de 110 animais, sendo 40 em lactação, com uma média de 20 litros cada por dia”.

AGRICULTURA
A parceria com a Primato iniciou há quase três anos na parte agrícola. “Como temos a agricultura voltada para o gado leiteiro, a parceria com a Primato começou há mais de dois anos e meio na compra de insumos agrícolas, sementes e na assistência técnica da cooperativa”, disse Alexandre que ainda reforçou, “então através da assistência fizemos um planejamento e utilizamos uma variedade que superou nossas expectativas, sendo que na penúltima safra de milho, fomos o segundo lugar geral na cooperativa, com um resultado de 181 toneladas por alqueire”.

Segundo o cooperado, para a próxima safra a projeção é ainda maior. “Segundo o que definimos com a assistência da Primato, a variedade escolhida tem um potencial que deve atingir 240 toneladas por alqueire, sendo uma projeção de uma das melhores que tivemos”, enfatizou.

COOPERATIVA
Em relação a parceria com a Primato o cooperado fez questão de destacar, “a assitência técnica é muito importante e, posso resumir assim. Se ligarmos meia noite, seremos atendidos. Creio que isso responde a pergunta”, disse o cooperado que concluiu, “mas considero produtivo e positivo o trabalho com a Primato, até hoje o que nós precisamos dela, sempre nos ajudou, assim como nós também fazemos o mesmo, então posso afirmar que é uma parceria com boas perspectivas para o futuro”. 
A propriedade é voltada para agricultura familiar com o trabalho do pai Anildo João Kotz, a mãe Inês Portz Kotz e mais um funcionário contratado.




Deixe seu comentário

J Malucelli
Safeeds
INOBRAM

Facebook

Biotrigo
Sicredi
Oro Agri
Cresol
Bonetti Agronutri