Jacto

Foi anunciado nesta terça-feira (08/05) o primeiro produto brasileiro de avaliação genômica para rebanhos leiteiros, cujo objetivo é selecionar animais geneticamente superiores. O serviço leva o nome de Clarifide Girolando e é voltado para essa raça bovina, resultante do cruzamento entre Gir Leiteiro X Holandês, e que é de grande importância para a pecuária leiteira nacional. A solução é fruto de parceria público-privada que envolveu a Embrapa, a Associação Brasileira dos Criadores de Girolando e as empresas CRV Lagoa e Zoetis.

Segundo o pesquisador da Embrapa Gado de LeiteMarcos Vinícius Barbosa da Silva, o Clarifide é resultado de seis anos de pesquisas em genômica, genética molecular e bioinformática. “Reunimos o que há de mais avançado nos conhecimentos de genoma e sistemas computacionais para avaliar as informações provenientes de um chip com centenas de milhares de dados relacionados ao DNA bovino”, conta o cientista. A solução já está disponível no mercado. Os interessados devem procurar a Zoetis, caso se interessem em fazer a avaliação genômica de fêmeas. Para a avaliação de machos, a empresa credenciada é a CRV Lagoa.

A seleção dos animais superiores para os sistemas de produção de leite é feita a partir de uma amostra de material biológico que contenha células do bovino (veja no quadro abaixo a comparação entre o processo de melhoramento tradicional e a avalição genômica). As informações genéticas coletadas são comparadas com as que estão disponíveis no chip do Clarifide Girolando. Como resultado desse trabalho, o produtor recebe uma série de informações a respeito do animal, como produção e proteínas do leite, se é portador de genes que produzam defeitos genéticos, capacidade reprodutiva e outros dados necessários para que o processo de melhoramento do rebanho seja efetivo.

 

Melhoramento genético tradicional X seleção
por meio da avalição genômica

Alguns países já abandonaram os programas de melhoramento genético tradicionais, investindo na seleção genômica. Com o Clarifide Girolando, o Brasil começa a trilhar esse caminho para essa raça bovina. As vantagens da seleção por meio da avalição genômica em relação à tradicional incluem menor custo dos procedimentos e rapidez nos resultados.

Melhoramento tradicional

 

No melhoramento tradicional, por meio do teste de progênie, os indivíduos são comparados com base na produção de leite das filhas:

→ O criador seleciona o touro que ele acredita ser o melhor.

→ O touro é submetido a um pré-teste durante cinco meses, quando alguns critérios como a produção e a qualidade do sêmen são avaliados.

 Aprovado no pré-teste, o touro é inserido no teste de progênie propriamente dito.

→ Vacas de várias fazendas, que participam do programa, são inseminadas com o sêmen desse touro.

 As filhas do touro nascem, crescem, reproduzem e começam a produzir leite;

 Ao final da lactação, tem-se a produção da vaca.

→ As informações de interesse econômico coletadas durante este processo serão publicadas em um sumário, onde o touro será ranqueado.

Avaliação genômica

 

No melhoramento por meio da avaliação genômica, os animais são selecionados pela bagagem genética contida no DNA:

 O criador seleciona o touro que ele acredita ser o melhor.

 Uma mostra do material genético do touro (sangue) é coletada e enviada ao laboratório credenciado.

 O criador recebe o valor genômico do touro (uma espécie de perfil genético do animal). De posse dessa informação, ele pode ou não inserir o touro em um programa de melhoramento.

Obs.: a seleção genômica também pode ser feita com fêmeas e embriões.

 

 

Seleção antes de o animal nascer

A avaliação genômica abre grandes possibilidades para o melhoramento dos rebanhos. Ela permite, por exemplo, que o animal seja selecionado antes mesmo de nascer. É possível retirar uma pequena amostra (dez células) de um embrião após sete dias da fecundação in vitro (fertilização realizada no laboratório) e, por meio dessas poucas células, analisar todo o seu genoma. Caso o embrião possua as características desejáveis, ele é transferido para a vaca (barriga de aluguel) que irá proceder a gestação. Do contrário, poderá ser descartado. Além de economizar tempo, esse procedimento otimiza as barrigas de aluguel, pois a vaca passará a gerar somente os melhores embriões previamente selecionados.

Além da maior confiabilidade das informações, o coordenador do Programa de Melhoramento Genético da Raça Girolando (PMGG), Marcello Cembranelli, aponta a redução do tempo de avaliação dos animais, com a consequente redução dos custos, como a grande vantagem do Clarifide. Atualmente, a seleção de um touro para o teste de progênie (processo que indica os melhores reprodutores com base nas características das filhas) custa cerca de R$ 250 mil. Trata-se de um processo demorado, que pode durar por volta de dez anos.  Com o Clarifide Girolando, isso é racionalizado, pois os resultados saem na hora e não é necessário avaliar a qualidade das gerações seguintes para identificar um bom reprodutor.

A redução de custos permite que pequenos e médios produtores possam inscrever seus animais nos testes de progênie. Supondo que o criador tenha vários tourinhos (potenciais reprodutores) com o mesmo grau de parentesco (irmãos completos), caso o criador possua recursos para inscrever apenas um indivíduo no teste, a comparação do genótipo de cada um deles por meio do Clarifide Girolando definirá o tourinho mais adequado ao programa.

“A introdução da avaliação genômica no programa de melhoramento democratiza as oportunidades da seleção, na medida em que permite que um número maior de produtores tenha acesso ao serviço”, declara Cembranelli, que prevê: “Haverá um grande salto de qualidade no programa de melhoramento. Por isso, a Associação Brasileira de Criadores de Girolando investiu nas pesquisas o seu bem mais precioso: o banco de dados de produção e pedigree. Temos certeza que a avaliação genômica terá alta confiabilidade e será uma importante ferramenta de decisão para os nossos mais de três mil associados em todo o País”.

Para o produtor Guilherme Marquez, da Fazenda Santa Gertrudes, em Uberaba (MG), a avaliação genômica surge como um importante recurso para o processo de seleção dos animais.  “O Clarifide Girolando vem para nos dar mais informações e nos ajudar a antecipar as decisões, ou seja, conseguiremos ter resultados do processo de seleção com mais antecedência. Isso é de extrema importância para fazermos as mudanças necessárias no rebanho, de acordo com os planos de trabalho da fazenda. É muito importante para que possamos evoluir e ter animais melhores”, destaca o pecuarista.

 

Fruto de parceria público-privada

Clarifide Girolando é resultado de uma parceria público-privada formada pela Embrapa, pela Associação Brasileira de Criadores de Gado Girolando e outras duas empresas:

– Zoetis – Líder mundial em saúde animal, utilizou sua experiência em genômica de outras raças de gado de leite e corte, como Holandês, Jersey, Pardo Suíço, Nelore e Angus, em diversos países. A companhia realizou a genotipagem dos 5,6 mil animais avaliados durante a pesquisa em seu laboratório no estado do Michigan, nos Estados Unidos.  De acrodo com Cleocy Fam de Mendonça Júnior, gerente de Produto de Bovinos de Leite da Zoetis, a avaliação genômica favorece tanto os grandes quanto os pequenos produtores, ao democratizar a genética. “O Clarifide Girolando é acessível ao pequeno pecuarista e esse é um fator especialmente importante neste momento em que a pecuária leiteira brasileira passa por transformações, reduzindo o número de propriedades e as margens de rentabilidade. O cenário requer profissionalização.” A companhia vai trabalhar com exclusividade no texto dos machos e terá foco na avaliação dos touros candidatos ao teste de progênie, pensando também em touros de monta natural e reprodutores que já estão sendo envolvidos nas centrais de inseminação.

– CRV Lagoa – Integrante da CRV, cooperativa belgo-holandesa de melhoramento genético formada por 35 mil produtores, a CRV Lagoa forneceu ao projeto muitas informações de sua sede, na Holanda, abrangendo dados de touros holandeses que fazem parte dos acasalamentos do Girolando – o que contribuiu para fortalecer todo o processo de desenvolvimento da nova tecnologia. “Também participamos de pesquisas de mercado que ajudaram a associação e a Zoetis, fornecendo dados para que a Embrapa gerasse todas as informações durante o trabalho do processo no campo, captando informações e tornando cada vez mais viável a utilização do produto”, relata Cesar Franzon, gerente de Inovação e Rebanho da CRV Lagoa. A companhia vai trabalhar com exclusividade no teste dos machos e terá foco na avaliação dos touros candidatos ao teste de progênie, pensando também em touros de monta natural e reprodutores que já estão sendo avaliados nas centrais. A CRV Lagoa terá exclusividade nos testes para avaliação de fêmeas.




Deixe seu comentário

Matsuda
Safeeds

Facebook

Biotrigo
Bonetti Agronutri
Oro Agri
Dispec
Cresol
Rehagro
Agral
Vencofarma