Versão Online

Marcos Seitz conseguiu 149,08 sacas por hectare, superou 5.000 inscritos e é chamado pela imprensa como o novo "rei da soja" do Brasil

Se o agronegócio se transformou num dos maiores segmentos da economia brasileira, representando mais de 22% do Produto Interno Bruto (PIB), o que dizer do agricultor que se destaca na produção de soja, o setor que responde pelo maior volume de exportação nacional? Pois Guarapuava já pode erguer mais um troféu: o produtor guarapuavano Marcos Seitz, de apenas 25 anos, foi escolhido o melhor de todo o Brasil pela qualidade de sua produção, entre um seleto grupo de agricultores.

O prêmio "Desafio de Máxima Produtividade 2016/2017", vencido por Marcos Seitz, é realizado pelo Comitê Estratégico Soja Brasil (CESB), que neste ano teve mais de 5.000 inscrições de produtores rurais interessados em produzir mais soja, na mesma área de plantio. O número é 12% maior do que o registrado no ano passado.

“O recorde de adesões representa a importância que as pesquisas, novas tecnologias e o uso da sustentabilidade no campo adquirem no dia a dia do produtor de soja”, explica o presidente do comitê Nery Ribas.

Marcos Seitz também registrou o novo recorde nacional de produção de soja ao estabelecer 149,08 sacas por hectare (sc/ha). O recorde anterior era de 141,8 sc/ha, registrado na safra 2014/2015. Os números representam quase o triplo da média nacional de produção de soja. O anuncio do vencedor aconteceu nesta terça-feira (13), na cidade de Passo Fundo (RS).

PALAVRAS DE UM CAMPEÃO 

"Temos como ajustar alguns procedimentos de adubação e aprender ainda mais para obter melhores resultados”

 Esta foi a quarta participação consecutiva de Marcos Seitz no Desafio, e a segunda vez que conquistou o título. Na safra 2012/2013 ele registrou a produção de 110,5 sc/ha para ser o campeão. Naquela ocasião ele também registrou o novo recorde nacional.

Marcos Seitz vem de uma família tradicional de agricultores, que há 30 anos se dedicam à agricultura, hoje numa área de 1,1 mil hectares. Seu irmão Alexandre, de 35 anos, venceu o mesmo desafio em 2012/2013.

A imprensa do Paraná até já deu um novo título para Marcos Seitz: o novo "rei da soja" do Brasil. Formado em agronomia, com especialização na Alemanha, o agricultor só pensa em melhorar sua expertise como sojicultor. “Acredito que temos como ajustar alguns procedimentos de adubação e aprender ainda mais para obter melhores resultados”, almeja.

O evento de premiação também coroou os campeões de produtividade nas demais regiões do país. Na região sudeste o campeão foi José Renato Nunes da cidade de Capão Bonito (SP), com 108,26 sc/ha. Nas regiões norte e nordeste quem venceu o Desafio foi Leandro Ficagna de Luis Eduardo Magalhães (BA), com 95,76 sc/ha. Na região centro-oeste o produtor Elton Zanella registrou na cidade de Campos de Julio (MT), a produção de 122,20 sc/ha, a segunda maior marca na safra 2016/2017.

Nos próximos anos o CESB pretende contribuir e influenciar ainda mais no aumento da produtividade. Para isso iniciou o desenvolvimento de uma plataforma para disseminar a alta produtividade, com sustentabilidade e rentabilidade dos campeões do Desafio. “O produtor sabe que o campo apresenta riscos e desafios. O nosso comprometimento é ajudá-lo a caminhar pela trilha da alta produtividade”, explica Nery.

Paraná Central




Deixe seu comentário

Facebook

Agrobrisa