Versão Online

Prazo de venda do produto e documentação das tradings para o negócio são pontos 

A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) realiza nesta quarta (06) dois leilões de milho, nas modalidades Prêmio Equalizador Pago ao Produtor (Pepro) e Prêmio de Escoamento do Produto (Pep). Os leilões serão para escoamento de 360 mil toneladas de milho em Mato Grosso, com preço mínimo de 16,50 a saca.

 

O produtor rural deve ficar atento à documentação de comprovação da venda dos produtos comercializados com esse suporte.

“O agricultor que negociou o milho tem que estar atento ao prazo de venda do produto, que a Aprosoja tem informado regularmente a seus associados, e a documentação que terá que ser apresentada a Conab para comprovação da venda”, explica Frederico Azevedo, gerente de Política Agrícola da Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja).

 

Os leilões de milho vêm sendo realizados pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), por meio da Conab, desde maio deste ano. Para o presidente da Aprosoja, Endrigo Dalcin, os leilões auxiliaram o produtor a garantir, pelo menos, o preço mínimo.

 

“É importante este movimento porque precisamos abrir espaço para a soja que será colhida em janeiro. Ficaria inviável para a armazenagem com toda a safra de milho ainda estocada”, diz Dalcin. 




Deixe seu comentário

Facebook

Oro Agri