Jacto

A aquisição da Vivera pela JBS deve acelerar mudanças na estratégia de fornecimento de plant based da BRF. A dona de Sadia e Perdigão estreou no mercado de proteínas vegetais que emulam carne no ano passado justamente com produtos importados da companhia holandesa.

Um dos pilares do “Visão 2030” - o plano estratégico de crescimento da BRF -, o negócio de proteína vegetal vem recebendo mais atenção da companhia brasileira. No processo de venda da Vivera pela gestora Guild, que foi assessorada pelo Rabobank, a BRF chegou a avaliar a empresa, mas os valores envolvidos acabaram a afastando.

No ano passado, quando lançou a linha Veg&Tal, o vice-presidente de mercado Brasil da BRF, Sidney Manzaro, disse ter pesquisado 14 tecnologias de produção diferentes antes de optar pela parceria com a Vivera, que produziria na Holanda hambúrguer e nuggets feitos de planta para a empresa.

Procurada pelo Valor, a BRF indicou que um processo de troca de fornecedor já está em curso. A companhia trabalha no desenvolvimento de sete novos produtos no Brasil, com previsão de lançamento ainda no primeiro semestre. “Apenas um item do atual portfólio da companhia é produzido em parceria com Vivera, que já está em processo de transição”, informou.

Na prática, o hambúrguer da linha Veg&Tal já deixou de ser produzido pela Vivera. No momento, só os nuggets vegetais da companhia ainda são produzidos pela fornecedora holandesa. Em meio à rivalidade entre BRF e Seara no Brasil, a manutenção da parceria com uma empresa da JBS seria improvável.

Valor Econômico
 

 



Deixe seu comentário

Facebook

Biotrigo

Enquete

Qual sua atividade?

Pecuária
Avicultura
Ovinocultura
Agrícola
Outra

43,07% : Pecuária
14,36% : Avicultura
4,87% : Ovinocultura
25,97% : Agrícola
11,74% : Outra

Safeeds
Cresol
Bonetti Agronutri