Jacto

A demanda enfraquecida e a oferta elevada pressionaram as cotações do produto

 

O movimento de queda dos preços dos ovos, iniciado no final de junho, se mantém neste início de mês em todas as regiões pesquisadas pelo Centro de Estudos Avançados em Economia Agropecuária (Cepea). Nem mesmo o recebimento dos salários neste período foi suficiente para alavancar o consumo do produto.

Esse cenário de demanda enfraquecida, combinado à oferta elevada, continua pressionando as cotações dos ovos. Entre os dias 28 de junho e 5 de julho, o ovo tipo extra, branco, colocado na grande Belo Horizonte (MG), se desvalorizou 3,83%, com a caixa de 30 dúzias a R$ 82,23, em média, na última quinta-feira, 5. Para o produto a retirar em Bastos (SP), o mesmo tipo de produto recuou 6,06%, passando para R$ 75,01 a caixa.

Quanto ao ovo tipo extra, vermelho, colocado na grande Belo Horizonte, as cotações recuaram 9%, para R$ 86,83 por caixa, em média. Para retirada em Bastos, os valores registraram baixa de 9% no período, fechando a R$ 81,50.




Deixe seu comentário

Safeeds
Matsuda

Facebook

Biotrigo
Oro Agri
Bonetti Agronutri
Dispec
Cresol
Rehagro
Agral
Vencofarma