Jacto

O Paraná produziu 4,541 bilhões de litros de leite em 2014 e 4,660 bilhões em 2015, um crescimento de 2,6 %, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE,2017) – diferente da produção brasileira que decresceu 0,4% no mesmo período. Os dados para o ano de 2016 não estão fechados, mas possivelmente haverá queda na produção brasileira e paranaense, segundo indica a produção comercializada sob inspeção nos três primeiros trimestres de 2016, que foi 4,5% menor do que no mesmo período de 2015.

Segundo dados de Instituto Paranaense de Desenvolvimento Econômico e Social do Paraná (IPARDES,2009), são 99,572 produtores que produzem e comercializam com um rebanho de 1.641.009 vacas ordenhadas (IBGE,2017), média de 16 vacas/produtor e 50 litros/dia/produtor.

 

No último Censo Agropecuário (IBGE,2006), a participação da Agricultura Familiar na produção de leite do Estado era de 68%, uma evolução em relação ao Censo de 1996 quando era de 62%. ”é provável que atualmente a participação seja maior, a se orientar pelo grande crescimento de produção nas mesorregiões Oeste, Sudeste e Cento Sul, nas quais predomina largamente a Agricultura Familiar. Nos estados do Rio Grande do Sul e Santa Catarina essa participação é ainda maior, caracterizado a produção da região Sul como tipicamente da Agricultura Familiar do modelo de produção a pasto com suplementação, mão de obra familiar e pequena a média escala de produção por propriedade “, explica o extensionista rural do Instituto Emater, Arnaldo Bandeira. 

 

Maior produtividade do país, mas abaixo de outros países 


Em 2015 o Paraná produziu 4,66 bilhões de litros e o Rios Grande do Sul 4,60 bilhões, portanto uma diferença muito pequena e pontual. O Paraná tem um número maior de vaca ordenadas – 1.641.009 em 2015 – em relação ao Rio Grande do Sul com 1.496.671, que tem a melhor produtividade do Brasil com 3.073 litros/vaca ordenada/ano, seguindo pelo Paraná com 2.840 e Santa Catarina com 2.755. Entretanto. Conforme Bandeira, apenas de serem as melhores produtividades do Brasil, estão ainda muito abaixo de outros países produtores como Argentina, Uruguai, Nova Zelândia e Estados Unidos. 

 

Esse é o trecho inicial da matéria contida no Anuário Brasileiro Brasileiro da Agricultura Familiar 2017 produzido pela Editora Bota Amarela e Parceiros que pode ser visto  neste link.

 

Pela importância da atividade leiteira na agricultura familiar o Grupo Massa News, no programa Negócios da Terra, numa reportagem de Lucian Pichetti e imagens de Bruno Romualdo, retratou a produção de leite numa pequena propriedade no município de São José dos Pinhais, região metropolitana de Curitiba, que faz parte do projeto Leite Competitivo Sul que pode ser vista a seguir.




Deixe seu comentário

Safeeds
Cresol

Facebook

Biotrigo
Oro Agri

Enquete

O que você acha da Erradicação da Febre Aftosa no Brasil?

Muito bom, uma conquista da Pecuária!
Isso é péssimo, a doença pode voltar com maior intensidade.

87,76% : Muito bom, uma conquista da Pecuária!
12,24% : Isso é péssimo, a doença pode voltar com maior intensidade.

Matsuda

Promoção produtor rural com Eletrificador NOVO!

Promoção produtor rural com Eletrificador NOVO!

Saiba mais...


Bonetti Agronutri
Rehagro